sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Último dia da semana e depois.... férias!

Para mim a semana costuma terminar ao sábado na melhor das hipóteses às 13h, mas graças ao casamento que tenho amanhã, começo as férias amanhã!! Uma semaninha que pouco vai saber a férias, mas pelo menos não terei horários e terei direito a uns diazinhos no final da semana em San Isidro para matar o vicio do sky. Não me posso queixar da vida não senhor!

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Fazia-me bem à alma

camel and leopard

Um bocadinho de bom tempo. Imagine-se que tenho uns botins giríssimos de camurça que ainda não pude estrear porque não são compatíveis com chuva e não há um único dia que não chova. Admiro as ladies que andam de sapatos elegantes como estes no inverno, eu com este frio só de botas e de cano alto para não haver frio. Aliás a maior parte dos dias só de galochas mesmo. As galochas são fixes e tal, uma das minhas até me custaram uma fortuna, mas as galochas e o casaco de chuva muitos dias seguidos fazem-me sentir a gata borralheira. 

É isso e ter um casamento no próximo sábado. Vou apanhar tanto frio. 

ups

Love love love

Foi assim por um triz que o convite de casamento não foi impresso com um erro ortográfico vergonhoso. Mais uma vez foi Deus, ou lá outra entidade qualquer, que fez o M. reparar ontem à noite mesmo a tempo de avisar o senhor da tipografia para não os imprimir. Desta safamo-nos... mas foi por um triz que não tínhamos uma grande chatice. 

Estou ansiosa para vê-los prontos entre hoje e amanhã!

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Estava aqui a pensar

Em como era feliz se tivesse um horário liberal. Fosse eu a fazer o meu horário. A isso se chama ser patrão e eu bem sei que é mais fácil ser funcionário que patrão, mas aquela partezinha do horário liberal era um mimo!

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Eu conto com o Continente

Naquelas semanas loucas, em que não há tempo para nada (ir ao ginásio é muito bonito mas o pouco tempo que resta acaba por ser passado por lá), é caso para dizer que eu conto com o Contiente online. Fazer compras online é verdade que é um luxo, mas por vezes a taxa de 6€ que se paga eu acabou por poupar em porcarias que não compro. Já experimentei o serviço e não me desiludiu. Estou fã... (em prédios sem elevado como o meu o facto de trazerem as compras a casa na verdade não tem preço!)

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

A ouvir em repeat: U2 - Ordinary Love

2006 valentine's gift

E para terminar a vibe deste blogue partilho este relógio que foi a prenda mais especial que o M. deu-me no dia dos namorados. Não porque o relógio seja extraordinário mas porque nesta altura não namorávamos... Aparentemente tínhamos seguido cada um o seu caminho, mas o M. foi a Braga (onde eu estudava) e surpreendeu-me à entrada da universidade com um lindo ramo de rosas vermelhas... sempre as rosas vermelhas... e com este relógio e me pediu que reconsiderasse, que agora estava pronto para o nosso amor. Por isso é um presente especial.

Let's talk about love... my love



Começar a falar do homem que amo é difícil e difícil porque não sou boa com as palavra, ainda que escritas, e muito há a dizer. Dizer que é o meu melhor amigo, o meu ídolo, o meu orgulho, o meu porto de abrigo e que o meu momento preferido do dia é quando chega a casa que me dá um abraço, é pouco para expressar o que significa na minha vida. Basicamente não me lembro da minha vida sem ele... e não faria sentido a minha vida sem ele. Já passamos por muita coisa nestes 10 anos, momentos muito maus em que se não fosse o seu amor não sei o que teria sido de mim, e momentos muito bons de partilha e encontro. É no seu abraço que encontro a minha paz e na sua inteligência (prática e emocional) que confio a minha vida. Na nossa imperfeição fossos encontrando o nosso equilíbrio e hoje posso dizer que somos muito felizes. Muito mais teria para dizer, mas este post já vai longo e como disse não sou nada boa com as palavras e em expressa-las, mas tenho que acabar por dizer que sou o que sou hoje, e consigo acreditar no futuro, porque o tenho ao meu lado.

Happy Valentine's Day Dear Love...

Porque hoje é dia 14 (e faltam exactamente 4 meses)


Porque hoje é dia dos namorados e faltam 4 meses para o nosso Big Day vou partilhar aqui o dia mais bonito que tive até hoje: o dia que o M. me pediu em casamento. Ao contrario de muitos casais não temos a nossa vida planeada ao pormenor e sempre fomos de viver um dia de cada vez, aproveitando todos os momentos, e as coisas acontecem naturalmente. Já foi assim quando fomos viver juntos, achamos que estava na hora e tomamos essa decisão, com o casamento foi igual. Ambos sabíamos que estava a chegar a hora, mas uma coisa que eu sigo como lema na vida é não obrigar o meu amor a fazer nada para o qual não esteja preparado. Eu sabia que se e quando ele quisesse aconteceria. E assim foi, foi por ocasião do nosso décimo aniversário de namoro. Como vem sendo hábito nos últimos anos temos festejado esse dia neste "nosso" hotel. Até o hotel contribuiu para que tudo fosse perfeito oferecendo-nos uma garrafa de champanhe quando chegamos ao quarto (quando fiz a reserva perguntaram-me se era para alguma ocasião especial, e quando chegamos tivemos esta pequena oferta... encantador!). Mas não foi aí que tudo aconteceu. Foi só no dia seguinte, quando chegamos do spa e tinha um lindo ramo de rosas vermelhas (a minha flor preferida) e um cenário previamente preparado pelo meio amor, com a champanhe as rosas e uma vista perfeita. E foi aí que o M. me proporcionou o dia mais feliz da minha vida, Foi perfeito. 

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Help me God


Hoje a minha colega de ginásio não vai... help me God e dai-me forma para ir eu!!

That is a problem

Ver o Secret Story e o Desafio final não é um problema, eu também lhe punha a vista em cima, problema é duas semanas depois continuar a ver vídeos sobre isso (juro que conheço gente que faz isso).

E é isto

Havia um dia no ano que tínhamos que estar cá para tratar de muita coisa relacionada com o casamento e é precisamente nesse fim de semana que marcamos ir para a neve. Pontaria não nos falta.

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Girls night out


No sábado passado foi a despedida de solteira da minha amiga que casa no próximo dia 22 (sim é verdade eu tenho um casamento no inverno, no qual vou ser dama de honor e passar um frio que nem quero imaginar!!). Como dama de honor fiquei responsável de organizar as festividades. A noiva queria tudo a que tem direito: véus com órgãos genitais no topo da cabeça, faixas com a famosa frase "eu sou a noiva", e algo picante, tudo aquilo que eu NÃO QUERO para mim sob pena de não irem ao meu casamento quem me obrigar a andar com um véu indecente no meio da rua, mas a rapariga queria e assim seja feita a sua vontade. Quanto à parte picante é que não foi fácil uma vez que tudo que estivesse relacionado com homens despidos ou em vias de o ficarem, tinha preços fora do nosso orçamento, lembrei-me de fazer uma reunião da Maleta Vermelha. Estava apreensiva em como correria mas superou as minhas expectativas pela positiva e passamos ali um bom momento de cumplicidade entre mulheres (só foi pena termos embebedado a noiva de tal forma que deve lembrar-se muito pouco do início da reunião). O único erro da noite, e este por falta de opção, foi termos acabado a noite numa disconight que estava a actuar o fantástico DJ (será DJ?!) Jimmy P. Nem vos digo nem vos conto... acho que éramos as pessoas mais velhas que estavam naquele espaço. Foi incrível ver tantos miúdos com os seus 14, 15 anos a vibrarem com o Jimmy P. enquanto ele os incentivava nas suas músicas "tu és o maior, tu é que sabes, tu, tu tu..." sendo a cereja no topo do bolo a linguagem utilizada com recurso a palavrões, pareceu-me que estávamos a incentivar os miúdos a serem revoltados. Não gostei muito daquele ambiente.... ou então sou eu que estou mesmo velha.    

Ontem foi dia de avaliação no ginásio

truth

E digamos que não fiquei nada contente. As tensões estavam altíssimas. Eu sei que tenho tendência para a hipertensão, não fosse a minha mãe hipertensa, mas 15,9/9 deixou-me a pensar se não estaria na altura de fazer uma consulta com a médica de família. Também é verdade que tenho um pânico à medição e sendo uma pessoa estranha a fazê-lo era de esperar que estivesse alta. Embora o IMC estivesse bom também é verdade que 7 a 8 kg do meu peso devem ser convertidos em massa muscular e que o peso ideal para mim é 52kg e eu tenho mais 6 kg que isso. Basicamente apeteceu-me desmotivar logo e deixar de ir porque é missão impossível chegar aos 52 kg ou converter quilos em massa muscular. Mas depois pensei, não devia era ter deixado chegar isto onde chegou. Tenho é que lutar por atingir o objectivo que o professor estabeleceu para mim e mainada.

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Gosto destes finais de dia

Principalmente de sexta, em que me meto no metro, onde me encontro neste momento, e vou ter com o M. ao porto ou ao shopping para termos um bocadinho só nosso. Eu adoro estar com a minha família, com esta família do coração que tão bem me acolhe (a família do M.), com os muitos amigos que graças a Deus temos e são a família que escolhemos, mas também preciso de um bocadinho só para mim e o meu amor... Hoje vamos comprar umas calças novas de neve para mim, e que feliz estou por este ano conseguir ir esquiar uns dias.

Só é pena apanhar uma seca quando chegar à espera do meu amor... Vida de médico é assim mesmo. 

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

18 -Fev - 2014


Tivesse eu menos 15 anos e era uma data marcante na minha vida. O que vocês não sabem é que a Lady Cat era a maior fã destes meninos e quem era o meu preferido?! O Nick Carter pois está claro. Pior impossível portanto. Ainda se fosse o Kevin... É que para mim só havia dois tipos de rapazes: os parecidos com o Nick ora interessantes, e os não-parecidos com o Nick ora sem interesse nenhum. E o meu quarto? Era uma preciosidade... era o Nick por toda a parte. E os cadernos da escola? tinham que ser dos pretos para colar fotos do Nick por toda a parte (esta parte a minha mãe agradece dado que ficavam bem mais em conta). Posso dizer que sabia todas as músicas de cor, inclusive coreografias. Mais adianto que o melhor presente de natal que tive em todo o sempre foi uma VHS com um concerto ao vivo. Acho que tenho legitimidade de dizer que marcaram a minha adolescência e quando hoje critico as miúdas ao berros a gritar pelo Biber devia lembra-me de mim com a idade delas e os BSB. 

Posto isto, se gostava de ir ao concerto deles daqui a dias? Gostava. Tivesse eu andado atenta e não me espavam.

Mais confissão: de vez em quando lá ponho os CDs a tocar e divirto-me à grande.  

Alô

Assim de repente


Não me lembro de maneira pior de começar o dia do que apanhar uma molha ao chegar ao trabalho. Já são são 17h e o mau humor ainda não me passou. É que se não fosse suficientemente mau chover como se não houvesse amanhã ainda está um vento desgraçado. Hoje não preciso de ir ao ginásio, ao que "lutei" contra o vento para andar para a frente já está o exercício feito. É que morar, e trabalhar, perto do mar é muito bonito... mas é no verão.

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Para ti Lady Cat que não paras de te queixar do tempo

Só hoje já foram 2 guarda-chuvas... estou triste. Tenho o péssimo hábito de me afeiçoar aos guarda-chuvas, hoje já fiquei sem dois companheiros de agruras :( 

Para quando

Um dia sol senhor S. Peter? Está manhã de sol a passear pela baixa do porto soube muito bem... Estou ansiosa por repetir e o santinho aí não ajuda nada.

Aqui me confesso


Ontem fui ao ginásio... e gostei. Obriga-me a uma logística complicada como adiantar o jantar no dia anterior ou ao almoço, mas acho que me vai fazer bem, sentir ativa e viva.

Se algum dia chegar a ter o aspeto da menina da imagem faço uma festa, são todos convidados.

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Paciência: coisa que a mim não me assiste

I want a picture like this

Quem me conhece sabe que sou uma pessoa com muitas qualidades, não vamos estar cá com falsa modéstia, eu sou boa pessoa. No entanto também sou cheia de defeitos. Um dos maiores que agora me lembro é que não sei esperar. Tenho pouca paciência para esperar que as coisas aconteçam. Devido a este meu defeito devia ter marcado o meu casamento para 3 meses depois que o M. me pediu que casasse com ele. É que por mim era já amanhã, tratava já de tudo e já tava. É que 4 meses e meio parece uma eternidade vistos daqui.