domingo, 26 de dezembro de 2010

Bussaco Palace Hotel


Este fim-de-semana a Cat foi uma princesa que dormiu com o seu príncipe no Palace Hotel do Buçaco. O nome oficial do Holel é Bussaco com dois eses para que todos os estrangeiros possam pronunciar correctamente o nome do Hotel uma vez que "ç" e "ss" têm o mesmo valor fónico e só em poucos países existe o "ç". O pouco que vi do exterior do Hotel, uma vez que tive que vir embora no fim do pequeno-almoço porque tinha que trabalhar (COMO NAO PODIA DEIXAR DE SER ESTE HORÀRIO A LIXAR-ME A VIDA), apercebi-me que tinha uns jardins fantásticos inseridos na mata do Buçaco, uma zona lindíssima de Portugal. Quem conhece Versalles diz que o Hotel se asemelha bastante ao Palácio francês. Este Hotel foi construído no final do séc. IXX, ínicio do Séc. XX e a sua arquitectura é inserida no estilo neo-manuelino (não me perguntem o que isso significa que não faço a mínima ideia) tendo pormenores semelhantes ao Mosteiro dos Gerónimos, ao Convento de Cristo e ao Mosteiro da Batalha. É um local que aconselho a quem quiser passar uns dias em contacto com a natureza e longe da confusão da cidade. Já agora acrescento que fica bastante perto da Mealhada o que, para a preciadores de leitão, é uma mais valia.  

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

O dia 24 de Dezembro


Com este é o terceiro ano que trabalho na véspera de Natal. Eu sempre gostei mais do dia 24 que do dia 25. No dia 24 faz-se doces, vai-se ao café e deseja-se Feliz Natal a toda a gente, bebe-se um aperitivozinho aqui, outro ali... enfim é um dia feliz. Claro que à noite abre-se os presentes, e quem não gosta de receber presentes?! Tenho saudades desses momentos... passar o dia aqui no shopping (das 10h às 19h), não estar com o M. neste dia tão encantador.... custa à brava. Já agora, que não interessa nada, este é o ano que anda mais gente no shopping neste dia! Ás 9:45 apanhei fila para entrar no parque, uma coisa impensável. Este ano o povinho deixou tudo para a última... mas acredito que daqui a nada começem a ir para as suas casas e o shopping fique deserto. E ainda faltam 3h e 30 min para as 19h.... SAVE ME.

Feliz Natal amiguinhos

Amiguinhos e amiguinhas serve este post para desejar um óptimo Christmas a toda a gente e que sejam muito felizes. Não interessa o lugar, o estado do tempo, se o bacalhau está salgado, o importante é que sejam felizes. Tanto havia para dizer sobre o Natal, mas penso que um cliente (sim, trabalha-se por estes lados) ainda há pouco disse tudo, ao dizer algo do género: "O que o Natal tem de bom, também tem de mau. Sentimos uma imensa alegria por estar com a família, mas é quando aqueles que já partiram nos fazem mais falta". Happy Christmas amiguinhos :D


sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Orgulho na progenitora


Não sei se já vos falei na minha mãe, mas parece-me que sim. Ainda não vos disse foi que eu adoro-a, admiro-a, se um dia tiver filhos quero ser tão boa mãe para eles como ela é para mim, mas chocamos bastante, principalmente desde que somos só nós as duas. Ou então é por ela ter uma mente mais "aberta" que minha e ter mais 25 anos que eu. Por vezes a retrógada lá em casa sou eu. A minha mãe é senhora, para com os seus 50 anos e fruto de uma educação digamos que... austera, olha para a homosexualidade como uma coisa normalissima, e fala disso como se fala de comer um pão com manteiga. Mas que orgulho eu tenho por ela ser assim... Nós temos um amigo (sim é verdade, os meus amigos são também amigos da minha mãe) que resolveu assumir a sua homessexualidade, facto que me deixa felicissima, mas confesso que preciso de me habituar à ideia. A minha mãe não. Para ela é tudo normal, natural, e o importante é que ele seja feliz. Mais uma vez está ela a dar-me uma lição na vida e a ensinar-me a dar valor ao que realmente importa e a ajudar a tornar-me uma pessoa melhor.

Jantar de Natal


Amanhã é o jantar de Natal do pessoal. Todos os anos fazemos um jantar onde todos os amigos se reencontram. Serão cerca de 30 pessoas. O grupo está cada vez maior, e vejam bem, já existem rebentos. Pena ainda serem bebés de meses porque o Natal têm muito mais encanto com as crianças. Fico muito feliz por fazer parte deste grupo de amigos. São aqueles amigos que estão sempre presentes, aqueles amigos com quem passamos férias, com quem passamos noites a jogar Poker, amigos que riem e brindam as nossas conquistas mas também choram as nossas tristesas. E afinal de contas, um grupo de 30 pessoas tão próximas (próximas, assim mesmo próximas de mim são para aí 15) não é nada comum. E este ano um antigo amigo, muito querido, mas que por circustâncias da vida se afastou de todos, resolveu voltar a juntar-se e ser ele a organizar o evento. Sim, já se está a tornar um evento este nosso jantar de Natal. Espero que corra tudo bem e sejamos todos muito felizes amanhã.


terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Assim só por acaso

Sou só eu que acha a Ana do Secret Story absolutamente convencida e insuportável?!?!

Saudadinhas


Ontem fui à biblioteca onde costumava estudar para os exames. O mais engraçado é que senti umas saudades do tempo qm que passava lá o dia a estudar... como diz a minha prima, com os seus 17 aninhos e prestes a entrar na faculdade, eu não sou normal. Onde já se viu ter saudades de estudar... Mas eu tenho mesmo. Naquela altura a vida era mais simples, a única preocupação era com o exame. Depois que se começa a trabalhar as preocupações são outras, em maior escala. Não tenho dúvida que se o meu horário me permitesse voltava a estudar. Fazia um mestrado, uma pós-graduação... ou até, quem sabe, outro curso. Isso é que era... se saísse o euro milhões tirava outro curso. Não sei de quê, mas seria de professora de alguma coisa de certeza. Já viram o horário dos professores? E o período de férias que têm? Aquilo sim é qualidade de vida. Escolhi o curso errado foi o que foi.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Quente vs Frio


Há pessoas que são quentes. São aquelas pessoas carinhosas, amorosas, que expressam facilmente os seus sentimentos e que, acima de tudo, são capazes de "sentir muito" e muita coisa ao mesmo tempo, e demonstrá-lo com facilidade. Por outro lado, há pessoas que são frias. São aquelas que não são capazes de demonstrar os sentimentos com facilidade. Podem até sentir muito amor, carinho, amizade, mas não são capazes de demonstrar com facilidade, ou então, em casos extremos, são pessoas que bloquearam completamente os seus sentimentos e já nem de sentir são capazes, para se protegerem claro.Que tipo de pessoas será mais feliz? Serão as pessoas quentes, que têm os sentimentos há flor da pele? Aquelas que são capazes de se entregar completamente a uma pessoa ou relação, que podem até sofrer muito se algo não correr bem, mas também viveram momentos de plena felicidade e sentem que o mal que eventualmente sentiram não é nada comparado com a felicidade que igualmente sentiram. Ou serão mais felizes as pessoas frias? Aquelas que nunca se envolveram, aquelas que viveram à margem tanto os momentos felizes como os momentos maus, aquelas pessoas indeferentes, aquelas que nunca conheceram a dor mas também nunca viveram plenamente a felicidade. Sabem a que conclusão eu chego, se é que existe alguma conclusão a este meu devaneio? O ideal é ser-se morno, nem quente nem frio. O pior é consegui-lo...

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

É hoje

 
Daqui a nada a Cat aqui vai comprar o seu presentinho de Natal. Que sorte... vamos ver o que será! (Espero que com as enchentes de gente que os Shoppings tiveram ontem não tenha esgotado...)

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Onde pára a crise?

Eu até sou pessoa que acha que todos merecem um presentinho, e que se o subsídio de Natal existe é para ser usado no Natal, o que eu não gosto é de demorar uma eternidade para estacionar o carro no Centro Comercial onde trabalho. É que estava uma fila para estacionar que nem vos digo nem vos conto. Eu se não tivesse que vir trabalhar jamais vinha a um CC no feriado de 8 de Dezembro. É que é impossível! Mas sabem o que mais me chateia?! É estar parada no trânsito, cansada de fazer ponto de embraiagem e ainda levar com apitadelas de todos os lados. Alguém me explica porquê que as pessoas apitam nestas situações?! É que não ganham nadinha com isso, só dores de cabeça. Ainda por cima têm opção: não vir para o shopping nestes dias, nem aos fins de semana, tiram uma noite para fazer as compras de Natal, afinal estão abertos até às 24h (para grande tristeza minha!)

domingo, 5 de dezembro de 2010

Pior só mesmo o fim de semana


Pior que sair às 24h normalmente, só mesmo trabalhar 14 horas ao fim de semana. É que ninguém merece. O dia tem 24 horas, 14h passo-as no trabalho (num shopping ah, que fantástico!) 1h e 15min em viagens de e para o trabalho, 8h para dormir (a Cat precisa de pelo menos 8h para um sono reparador) sobra o quê? 45min para o laser. Oh espera aí? É mais ou menos esse o tempo que preciso para tomar banho, arranjar-me e tomar o pequeno-almoço de manha. Logo esquece o laser num Domingo que supostamente é o dia da família. Só se cortar às horas de sono... É uma hipótese a ponderar.

(Isto não é nada, de hoje a 8 dias, no próximo Domingo, vou estar ainda mais insuportável. O M. vai passar o fim de semana pra neve e eu não posso ir. Adivinhem porquê?! Vou trabalhar. É que para ter o luxo de ir pra fora um fim de semana tenho que tirar férias e não dá assim muito jeito como devem imaginar...)

Prendas de Natal - Missão cumprida


Depois de uma tarde de Sábado atípica passada dentro de não um, mas dois centros comerciais, as prendas de Natal estão quase todas compradas.

Não há coisa melhor


Definitivamente não há coisa melhor que dormir "amarradinho". E, além disso, quando dormimos pouco e mal e vemo-nos ao espelho feias, brancas e com olheiras até ao umbigo, alguém nos diz "Estás tão bonita hoje". São estas pequenas coisas que tornam o meu M. tão especial.  

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Estou maravilhada


Hoje fui explorar esta maravilha localizada no Parque Nascente. Ali no El Corte Ingles dos pobres descobri verdadeiras pechinchas, como uma mala como eu queria a 11€ vejam bem! E umas botinhas como a Je procurava a 17€. Fiquei fã.

Ainda melhor soube porque a Cat aqui resolveu que ia ser hoje que ia à Via verde tratar da discriminação positiva. Estava a acabar o prazo e tinha que ir à Via Verde com o livrete do carro fazer não sei o quê (acabei por descobrir que era nada mais nada menos que eles tirarem uma fotocópia ao livrete!! Vejam bem...). Pois bem já previa que tivesse fila portanto cheguei lá por volta das 10H contando eu estar despachada à hora de almoço pois tinha combinado com a minha amiga S. almoçar no Parque Nascente. Pois bem tive 1H na fila mas foi para tirar uma senha com a hora prevista de atendimento que era nada mais nada menos que às 15:30 e a simpática senhora informou logo que 15:30H era só uma previsão. Bem lá fui eu chateada para o Parque Nascente a pensar que tinha que voltar para a Via Verde. E assim foi, depois de investir em pequenas e deliciosas coisas no Parque Nascente aqui pra Cat, lá fui eu novamente para a Via Verde às 15:30H. O meu problema é que tinha que estar no trabalho as 17H e ainda demorava 30min de lá ao trabalho. Eu lá via a hora a passar e o número que estava a ser atendido sempre o mesmo... isto foi passando até que de repente lá se começaram os bons portugueses a stressar , a insultar os funcionários da Via Verde, uma boa barracada tipicamente portuguesa. Era gente a discutir, gente aos berros, gente a escrever no livro de reclamações. O que é certo é que graças à confusão de repente estava a ser atendida e lá me safei a tempo. Foi um dia positivo.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Coimbra tem mais encanto...


Ontem foi dia de ir a Coimbra. Almoçar num restaurante italiano à beira do rio com M. foi maravilhoso, até o frio deu uma trégua. No final do dia tivemos direito à musiquinha do "Coimbra tem mais encanto na hora da despedida" cantada por um grupo de ex alunos da universidade trajados a rigor. Aquela música deve ter um significado emocional muito especial para quem estudou lá. Eu lembrei-me de Braga e dos 4 belos anos que passei lá e fui muito feliz. Só tive pena de não ver as iluminações de Natal à noite. Não há nada mais bonito (há poucas coisas vá lá) do que ver uma cidade iluminada para o Natal.

Constatação

Será que é de mim ou hoje não vamos ter dia?! Passamos directamente da noite para a noite. É que são 13:47h e está completamente escuro lá fora... já para não falar que está um frio desgraçado. E eu que resolvi vir de sapatos e não de botas! Ás vezes tenho cada ideia...

sábado, 27 de novembro de 2010

Olhem para o que eu digo


Então é assim: aproveitem o fim de semana. Aproveitem para passear, namorar, descansar e até arrumar aquelas coisas que se vão juntando em cima da secretária. Aproveitem porque eu, e como eu quem trabalha ao fim de semana, não posso fazer nada disso. Isto tira-me anos de vida e saúde mental.

Juro que é verdade!

Eu não sou uma pessoa alta, mas ainda à pouco senti-me alta (e pasmada com o que vi!). Do cimo dos meus míseros 1, 63cm vi duas crianças (não tinham mais que 11/12 anos) a beijarem-se, mas de uma maneira pronográfica, enquanto esperavam pelo elevador e lá dentro continuaram. Eles davam-me pelo ombro, daí concluir que eram crianças. Será que é uma prática comum na escola este tipo de comportamento?!

Ainda não sinto o Natal


Apesar de trabalhar num Shopping que já está iluminado para o Natal desde o final de Outubro, ainda não sinto o Natal. Secalhar é por faltar quase 1 mês, secalhar é isso. Eu compreendo os administradores dos centros comerciais e os comerciantes em geral, que para apelarem ao emocional das pessoas bem cedo com o intuito de consumirem mais, apostaram em preparar o Natal bem cedo, mas este ano foi cedo demais. Acabaram por estragar tudo. Como já está tudo ilumnado à tanto tempo, as musiquinhas de Natal sempre a tocar até já cansam, já não tem piada nenhuma. Ainda nem tive vontade de fazer o pinheirinho em casa. O que é grave... muito grave! 

Quero, quero, quero muito!

E perguntam vocês: "Que queres mais Cat além que cheguem as 23h?"
Eu respondo: "Quero ir p'ra neve"

É verdade que eu detesto frio, encolho-me toda e pareço uma velha. Até fico com dores nas costas de tanto me encolher, mas quero ir para a neve esquiar. Como para o ano não sei se o M. vai poder tirar férias antes de Junho talvés só nos reste a Serra da Estrela. Mas amiguinhos nem isso é fácil. A Cat aqui não tem fins de semana. Daí estar triste, muito triste. Qualquer dia faço-me a vidinha. Já esteve mais longe.

Hoje é dia de completo


Hoje é dia de completo (trabalhar 13horas seguidas), logo é dia de desespero. Eu desespero nestes dias... são 11:45 da manhã e eu só penso nas 23h. Só de pensar que é o último de 13h, para a semana vão ser 14h dá-me uma coisinha má.... Depois eu digo-vos a morada do manicómio para me irem visitar ok?

*Ufa como eu gostava de ter um horário normal :(

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Efeitos da testosterona... I think


Ontem aconteceu uma coisa absolutamente espectacular. Eu e o M. fomos ao shopping consumir. Como bons consumidores que somos enchemo-nos de sacos (ainda não foram as compras de Natal! Na verdade não era nada de especial mas era volumoso, o que nos encheu de sacos). Não sei se conhecem o Mar Shopping mas tem um elevador perto da Rádio Popular. Claro que o M. não passa na Rádio Popular sem entrar para "dar uma voltinha" (Efeito da testosterona n.º1). Lá fomos nós, cheios de sacos volumosos, para a Rádio Popular. Bem para dizer a verdade ficamo-nos pela entrada porque o M. alucinou com um jogo que estava lá em exposição. Eramos mesmo nós que nos sentavamos num carro, tinha pedais, volante e um banco que parecia de um Formula 1. Ora era vê-lo a atirar os sacos para o chão e sentar-se na maquineta para experimentar o jogo (Efeito testosterona n.º2). Não é que o rapaz vidrou naquilo! E ainda me "obrigou" a experimentar aquilo também. Até era engraçado, vá lá, parecia que estavamos nos carrinhos de choque. Após aquele expectacular momento, não satisfeito, ainda foi procurar o PES 2011 para experimentar, como se já não o tivesse em casa!! (Efeito testosterona n.º3). Cá entre nós que ninguém nos ouve, adoro ver aquele brilho nos olhos dele quando vê uma PlayStation...

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Sweet November


Hoje dei por mim a pensar na importância do mês de Novembro na minha vida. Não sou pessoa de atribuir demasiada importância a coisas ou factos, mas sempre pensei no mês de Novembro como um mês de transição entre o meu aniversário (Outubro) e o Natal. Mas na realidade o mês que me trouxe mais alegrias na vida foi Novembro. Há 7 anos atrás trouxe-me o M. que é a coisa mais importânte na minha vida. O ano passado, em Novembro, o M conseguiu um resultado muito bom no exame de admissão à especialidade dando-me uma alegria muito grande. E este ano, ontem mais precisamente, escolheu a especialidade que queria e no Porto sem precisar de mudar de cidade e, assim, podermos dar continuidade aos nosso planos. Portanto.... I Love Novembre. E amo muito mais o M. que enche a minha vida de alegrias.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Sua Santidade e o uso de preservativo


E não é que sua Santidade o Papa Bento VI aprovou o uso do preservativo. Em situações excepcionais pois tinha que ser. Não é grande coisa, mas já é uma evolução. Sabem o que mais me surpreende nas restrições e ideais da Igreja Católica? É que estes senhores querem-nos fazer crer que o sexo só serve para procriar. Só se deve praticar relações sexuais com o intuito de gerar novos seres, não há cá prazer e satisfação pessoal. Ora isto é absolutamente absurdo. E mais absurdo eram os 20 filhos que, em outros tempos, as mulheres tinham que ter. Ora isto é uma brutalidade. É uma brutalidade fazer com que mães vejam os seus filhos a morrer (quem tem 20 filhos perde sempre 2 ou 3 durante a infância), crianças a passarem fome, no fundo pessoas condenadas à miséria. Mas para os chefes máximos assim é que devia ser. Na minha maneira de ver, imagino que para aquelas pessoas, um filho era quase como um castigo por ter tido algum prazer na vida. Enfim, sabem... 

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Finalmente! Valha-nos a Fox Life



Finamente vão começar as novas temporadas das minhas séries favoritas. E logo em dose dupla, que sorte! Já temos serão para logo à noite.

Aiiiiiii


Ai como é difícil escrever sobre trivialidades, e até sobre outras coisas, quando um único pensamento nos ocupa a cabeça há já vários dias e só vai desocupar na próxima Terça-feira. Até lá só me resta aguardar. Na próxima Terça o M. vai escolher qual e onde vai tirar a especialidade. A possibilidade de ter que mudar de cidade, apesar de baixa, existe. Como tal a minha cabeça (paranóica!!) não consegue pensar noutra coisa. Sabem amiguinhos eu nunca acreditei muito em relações à distância. A verdade é essa. Admiro imenso, imenso mesmo, quem as mantém e é feliz, mas não sei se isso funcionará comigo... Eu preciso de contacto físico, preciso daquele abraço todos os dias... Será egoísmo?! Secalhar é. Eu até sei que, se ele for para fora, não vai para o fim do mundo, e tem sempre os fins de semana (se não tiver que fazer urgência), mas eu trabalho sempre um dos dias do fim de semana, como tal não será nada fácil. A ideia de estar com a pessoa que mais amo um ou dois dias por semana aperta-me o coração. Só sei de uma coisa, aconteça o que aconteçer nós vamos ficar bem. Temos que ficar.


Jogo de Mãos


E para quem gosta e Nora Roberts é mais um belo livro de se ler. De todos os livros que li da autora, e já foram alguns, este é o mais complexo e mais completo, pois a história precorre toda a nfância, adolescência e idade adulta das personagens. Confesso que a primeira parte me aborreceu um bocado, mas nada que não fosse compensado com o desenvolver da história.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Uma aventura na Serra da Estrela


E não é que no Domingo passado vivemos uma aventura na Serra da Estrela. O melhor de tudo é que foi de mota. É verdade, ainda não vos falei no meu hobbie que é dar uns passeio de mota. Muito amadores que nós somos claro, mas já vivemos momentos hilariantes em duas rodas. Mas a maior aventura, e o M. que o diga, foi no Domingo passado quando começamos a subir a Serra com sol e quando estavamos no topo, em 1 min mais coisa menos coisa, o tempo encobriu completamente e não se via um palmo à frente dos olhos. Isto com um frio do caraças foi uma experiência interessante. Mas eu gostei. Eu adoro andar de mota.

Hoje está assim


Muito, muito triste o tempo. E tem estado sempre assim. Nem apetece sair de casa. E o suposto Verão de São Martinho?! Resolveu tirar férias foi? Também merece vá lá. Daqui a dias o Shopping onde trabalho começa a fechar à meia noite e eu já tenho pesadelos com esse facto. Ainda por cima vêm aí 3 longas semanas só com folga ao fim de semana. Vem aí dureza por isso desculpem qualquer desabafo mais emotivo da minha parte nas próximas semanas.

Já agora (que não interessa nada)

Sou só eu que não posso com a Ana Isabel do Secret Story?! Ainda bem que não conheço muito gente assim, que pensa que tem o rei na barriga.

Falta de inspiração


Ainda bem que este blogue não tem lá muita gente a lê-lo porque senão.... Estou com uma falta de inspiração tal que nem vos digo nem vos conto. Deve ser do tempo... ou então do facto de estar a chegar dia 22... Deve ser deve. 

sábado, 6 de novembro de 2010

Elton John - Your Song (Red Piano Show - Live in Las Vegas)

Porque hoje é um dia especial, e um dia destes vais passar por este cantinho, aqui fica uma prendinha para ti my sweet love.

"... I hope you don't mind, I hope you don't mind, That I put down in word...

How wonderfull life is now you're in the word!"

A minha vida é maravilhosa à 7 anos, desde que te tornaste o meu centro de tudo. Obrigada por me fazeres tão feliz todos os dias.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Ainda sobre as SCUTS


Agora com a  introdução de portagens nas Scuts passei a utilizar muito mais a nacional 13 (e a zona industrial da Maia) e sabem o que é o pior, o piorzinho de tudo, sabem o que é?

São os camiões. É que não há paciência. Eles estão por toda a parte. Ultimamente tenho tido a sensação que à minha frente vai sempre um camião. Até tenho saudades de ver o resto da estrada, aqueles mostros bloqueiam-nos a visão. Se vivessemos assim num país perfeito, eu tinha uma sugestão: crierem estradas só para camiões. Acho que assim eramos tão mais felizes...

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Estou com um problema... internem-me!


Não é que agora não consigo deixar de ver o canal 10 da MEO. Mais propriamente o Secret Story. Ainda hoje a minha mãe me disse: "Cat és uma menina grandinha, tem algum jeito ficar até as 3h da manhã a ver essa porcaria". E só desliguei porque eles foram dormir se não via mais um bocadinho. De quem é a culpa? Não é minha... é do pessoal da Endemol que os escolheu a dedo para irem para lá.
Agora a sério, serei só eu que acho que aquilo é interessante?! É interessante observar o comportamento das pessoas quando estão fechadas no memso espaço um determinado período de tempo. É a claustrofobia, aliada a uma tendência natural para o conflito, que provocam aquela intriguice toda. Desde domingo que sempre que posso tenho a TV no canal 10 e não consigo dizer qual concorrente é o meu preferido. Quem é que se aproveita ali dentro... Mas que é viciante é! Save me... logo acho que vou tirar a ficha da TV do meu quardo para nem ligar a televisão.

20 dias de sofrimento


Faltam 19 dias para uma grande decisão ser tomada. Por mais que tente não pensar nisso, e que tente que o M. não stress muito, pois qualquer decisão que ele tome terá o meu apoio (com alegria ou sem alegria), não posso deixar de estar apreensiva quanto ao rumo que vamos dar à nossa vida. É essa escolha que ele terá que fazer, que de certa forma, decidirá o nosso futuro. Daí a sua importância...

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

É oficial


A iluminação de Natal veio para ficar aqui no shopping onde trabalho. Estou ansiosa que chegue às ruas do Porto para poder ir até lá no final do dia e encher o coração de coisas boas que só a mágia do Natal consegue trazer.

Cada vez tenho mais certeza


Quando morrer quero ser cremada (não sei se está bem escrito...). A dor de perder quem nos é querido é tão grande que não precisa de ser alimentada em missas, cemitérios e afins. Além disso, o que fica no cemitério são ossos, e passado um tempo, até os ossos servem de alimento aos bichos da terra. A alma essa fica sempre connosco. E para mantermos presente a alma de quem partiu não é perciso ir ao cemitério por flores e lamparinas. Isso só serve para nos deprimir. Por isso está decidido, quando eu partir, quero que recordem a minha alma, não que façam o culto aos meus ossos.

domingo, 31 de outubro de 2010

O pior de tudo

É pá pior que passar 13 horas no shopping, é passar 13 horas sem fazer nenhum. Não há quem aguente... Já esmiuçei o meu facebook, a minha quinta, todos os blogues e mais alguns, ja bati records nos Mahojong do Hi5 e nada... trabalhar que é bom, nada! Esta maldita desta crise...

Então era assim


Se eu mandasse alguma coisa, então era assim:

1. Os Shoppings estavam fechados ao Domingo. E, quiça, ao Sábado também.

2. Duas pessoas que se gostam (muito abrasileirado, mas é para o que dá hoje) deviam estar sempre juntas.

Assim de repente é só... Se me lembrar de mais alguma coisinha comunico.

My dream


Para mim era um sonho estar em casa, no sofá, a ver TV, neste momento... ainda por cima com esta dor de garganta que me está a chatear. Ao Domingo devia ser proíbido estar a trabalhar. PROÍBIDO!

Não será cedo demais?


A partir de hoje o Pai Natal chegou oficialmente ao Shopping onde trabalho. Pelo menos o sítio dele já está montado. Acredito que o Pai Natal não dê o ar da sua graça para já mas a decoração já está toda pronta. Ainda é dia 31 de Outubro amiguinhos.... Já os antigos diziam que "dos Santos ao Ntal é um saltinho de pardal", mas haverá necessidade de colocarem as iluminações e decorações de Natal tão cedo? É que depois dou por mim a pensar na lista de prendas. Sou facilmente contagiada por esta época tão especial, é verdade. Mas também é verdade que este ano tem que haver muita recionalidade nas prendas... o tempo das "vacas gordas" já lá vai.

Porque hoje é Domingo


E Domingo é dia de completo, já estou em contagem derescente. Infelizmente ainda faltam 12h. É verdade... 12 longas horas. Hoje, quando acordei para vir trabalhar, reflecti sobre o seguinte: se uma das coisas mais agradáveis do Inverno é estar na cama quentinha, de preferência com a companhia certa, a ouvir a chuva a cair, uma das coisas mais desagradáveis é ter que sair de lá para vir trabalhar. Mesmo sem a tal companhia certa custa que se farta. Principalmente se lá fora chover como se não houvesse amanhã.

Letters to Juliet


Porque ontem foi dia de cinema, no cinema e em casa, acabei a noite a ver este agradável filme. Muito romântico, próprio para lamechas como eu. E o mais importante de tudo, no fim acaba sempre tudo bem.

sábado, 30 de outubro de 2010

Há coisas que me partem o coração


Ontem vi  uma coisa que me partiu o coração. E só vi de relance, pelo vidro do carro. Vi um cão tão magro , mas tão magro que achei ser impossível ser verdade. Era como aquelas imagens que nos mandam para o mail. Mas este era real e andava pelas ruas da Maia. Apeteceu-me parar o carro e trazê-lo para casa. Mas isso é impossível. Se fosse recolher todos os cães que me partem o coração pelas ruas, tinha um canil em casa e infelizmente isso não é possível. Eu sei que não é possível. Parte-me o coração só isso.

A propósito do filme

O que ainda me fez gostar mais do filme foi a banda sonora. Não é que tem a música linda dos Pearl Jam- Just Breath. Amei.

Life as we know it



Ou em português É a vida, ou alguma coisa desse género, foi o filme escolhido para ver numa tarde chuvosa de Outono. Para dizer a verdade adorei o filme. Enchi-me de chorar e tudo, mas isso é porque não tenho emenda eu sei. É aquela típica comédia de Domingo à tarde, mas que neste caso em concreto faz-nos pensar como a vida pode mudar de um momento para o outro, sem aviso prévio, e como por vezes podemos apaixonar-nos por a pessoa mais improvável. Gostei bastante. Bem mais do que o super sucesso do Comer, orar e amar que na minha humilde opinião deixa um bocado a desejar.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

A minha contribuição para o estado


Para não dizerem que eu sou isto e sou aquilo, hoje dei a minha contribuição para o nosso País sair da crise - 300€. É verdade a Cat aqui, qual fora da lei qual quê, apanhou uma multinha, coisa pouca, 300€. Para quem é muito certinho e não costuma ser apanhado em infracção, 300€ correspondem a uma contra-ordenação muito grave. É isso mesmo a Cat ia em excesso de velocidade. Quem me conhece diz logo "Quê? Não é possível, a Cat não passa dos 120km/h". E bem é quase verdade (mal sabem eles que o meu monstrinho manhoso já andou a 200km/h, mas foi em necessidade extrema claro). O que é certo é que até nem costumo acelerar muito na auto-estrada, não a ponto de cometer contra-ordenações muito graves. Já na estrada nacional é outra conversa... 93km/h quando o limite é 50km/h dão direito a multa de 300€ mais sanção acessória que pode ir de 2 meses a 2 anos. Ou seja, estou F*ck. Isto já foi em Fevereiro de 2009, pensei eu que tivesse havido um milagre, que o Papa tivesse perdoado as multas, sei lá qualquer coisa, e que tivessem perdido o meu processo, mas não... 300€ já estão do lado de lá. Vamos ver agora a sanção acessória...

*E sabem o que me deixa mais chateada?! Foi numa descida. É impossível ir a 50km/h ali. Só se for a travar.... Uma descida que em seguida tem uma subida, com duas faixas inclusive,  onde a velocidade mínima recomendada é 80km/h. Mas claro os senhores polícias tinham que estar com o radar ali no fundinho da descida onde o limite ainda é 50km/h e apanharam a Cat... Apanharam bem.  

Hoje sou uma sad Cat



Hoje estou triste. O M. foi passar o fim de semana prolongado ao Algarve e eu não posso ir com ele. Porque será?! Porque trabalho num Shopping. E quem trabalha num shopping não sabe o que é um fim de semana nem tão pouco um ferido, quanto mais um fim de semana prolongado. O que é certo é que são só 3 dias mas eu morro de saudades dele :( Até vou passar a maior parte do tempo a trabalhar, é por isso que não seria justo para ele ficar por minha causa, mas custa-me tanto quando ele vai para longe de mim... O lugar dele era numa redoma pertinho de mim para não lhe acontecer nada e estar sempre juntinho a mim. Ai Cat Cat, independência rapariga!!!

Tá bonito tá


Ontem fui almoçar com a minha santa mãe a um restaurante novo. Quando chegamos fui para a mesa e ela foi ao WC. A simpática menina que nos veio atender vira-se para mim e pergunta-me? "vai querer pedir ou vai esperar pela sua colega?" Mau.... Ela é minha mãe. Tem mais 25 anos que eu! Não se nota?! Será que sou eu que estou acabada ou ela que está muito jovem... Secalhar é por isso que "travo uma luta" com ela a tentar explicar-lhe que leggings não são para quem tem 50 anos! Já aconteceu o cúmulo dos meus amigos irem a minha casa para falar com ela e não comigo... mesmo que eu não esteja em casa, ás vezes nem o M. está lá, mas o pessoal vai para lá ver o futebol. Tudo porque a minha mãe é uma fixe!! Até tenho sorte vá...

Ontem foi dia


Ontem foi dia de jogar ténis. Deve ser por isso que hoje dói-me tudo... Eu até já estive em forma, ia ao ginásio 2 vezes por semana, mas pensava sempre: "estou eu aqui a pagar uma pequena fortuna (valor que se fosse em roupa ou sapatos era perfeitamente justificável, agora no ginásio?!?!), quando poderia fazer o mesmo (era eu a enganar-me a mim própria claro!) ao ar livre. E eu até moro perto da praia, podia caminhar, andar de bicicleta... o que quer que seja, com vista para o mar e era mais barato e mais agradável. Depois de muito negociar com o M. lá acordamos sair do ginásio. Exercício é que nem vê-lo. Mais vai ter que mudar... vai ter que mudar!!

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Desilusões


Existem coisas que não conseguimos evitar. Uma delas é desiludirmo-nos com alguém. Por mais que tentemos dizer a nós próprios que foi só uma atitude "que saiu ao lado", que tentemos olhar para as dezenas de coisas boas, aquela atitude desiludiu-nos e quanto a isso nada a fazer. Eu acho que o meu problema é achar que toda a gente teria a mesma atitude que eu face a esta ou aquela situação, e quando a pessoa age de forma diferente fico desiludida. Será porque acho que o que eu faria é a coisa certa? Talvés. Por mais que tente por-me do outro lado, e chego até a compreender, à atitudes que me desiludem.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Estou preocupada... estou a ficar maluca


O que vocês ainda não sabem, porque eu ainda não vos contei, é que estou a ficar maluca. É verdade.

Também ainda não sabem que eu tenho pavor a SAPOS. É daquelas fobias doentias, terríveis. Tantas figuras tristes que já fiz devido a esses bichos. Assim, só por exemplo, namorava eu com o M. à pouco tempo, quando fomos fazer praia para uma praia fluvial com os amigos dele. A Cat aqui, para parecer uma gaja fixe, foi a banhos e tudo (Deus sabe o que me custou! A água digamos que era... estranha). Foi um dia muito agradável até há hora de vir embora e um amigo do M. começar a brincar com um desses bicho nojentos. A Cat aqui não tem mais nada, resolve começar a  treinar para a meia maratona e fugir a correr para bem longe dali (aos berros!!). Tadinho do M. já passou muito devido a esta minha fobia. Ontem sofreu mais uma vez. Quando digo que estou a ficar maluca, e a culpa é desses animais, acredito mesmo que seja verdade. Ontem passei por cima de um com o meu monstrinho manhoso. Achei eu. Quando estacionei o carro tinha que passar a pé por o local onde o pisei. Supostamente o pisei. Claro que obrigei o M. a fazer o percurso desde o carro até casa para comprovar que tinha passado a ferro o bicho e a tira-lo do meio do caminho para eu passar. O que é certo é que não havia bicho nenhum. Ou seja, eu só passei por cima dele na minha cabeça. Já há dias, achei que tinha visto um mini sapo aos saltos à frente de minha casa e obriguei a minha santa mãe a esquartejar a rua em busca do sapo perdido. O que é certo é que não havia bicho nenhum. Conclusão: estou a ficar maluca!!

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Ele há cada coisa


Já todas nós, mulheres do meu Portugal, fomos assediadas na estrada. Então por camionistas é quase o pão nosso de cada dia (estou a exagerar, mas pronto!). Hoje aconteceu-me uma coisa absolutamente incrível. Ia eu sossegadinha, distaída como sempre, no meu mostrinho manhoso (leia-se: no meu carro que é um Passat daí o monstrinho, com 13 anos daí com algumas manhas), quando tenho que fazer uma travagem a testar o ABS porque um automóvel ao sair da bomba de gasolina resolve-se meter, à campeão. Carros meterem-se à nossa frente é chato ok, fiquei chateada, ia tão bem a córtir a musicola quando apanhei um grande susto, mas mais chato é a maneira como se desculpam. As pessoas normais levantam o braço, as anormais seguem como se não tivessem, quase, provocado um acidente, mas as anormais com parafusos e menos, põem a cabeça de fora a mandar beijos como se não houvesse amanhã. Ele há cada coisa... 


A propósito do post anterior


Lembrei-me de como eu era feliz quando começei a trabalhar e achava que ganhava uma fortuna, que ia poder fazer e ter tudo que quizesse. Como era inocente... e feliz. Era só comprar. Escusado será dizer que no primeiro e segundo mês nem ao fim do mês cheguei e tive que recorrer à minha santa maezinha que me sustentou até eu ganhar o meu (e continua a ajudar). Hoje, ponho-me a pensar, quando andava na universidade a minha mãe dava-me de semanada 40€ (gasolina à parte) e eu tinha que viver com isso. Ainda dava para comprar uma camisola ou umas calças de vez em quando, dava para jantares, cinema, noite... dava para tudo. Agora... não entendo! Não entendo como era tão poupadinha antes e agora?! Claro que agora tenho que ganhar para mim e para o meu menino, o meu monstrinho lindo (o meu carro!!!) mas mesmo assim... Não entendo!

Cat in love


Hoje tive que terminar uma relação, que ainda agora estava a começar, e tinha tudo para dar certo. Eu e uns sapatos pretos girissimos que vi, e experimentei, numa sapataria. Nem me lembro do nome da sapataria, e os fofos até só custavam 30€urinhos, mas passamos a vida a levar com o PEC, orçamento de estado, aumento do IVA, IRS, blá blá blá que temos que pensar muito bem antes de gastar 30€ que seja... não são os 30€ é a atitude. Mas custou-me tanto.... ai! Estou com o coração partido...

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Preocupação ou paranóia


Há duas pessoas com quem sou excessivamente preocupada (ou paranóica, não sei), são a minha mãe e o M. Claro que eu sei o porquê dessa preocupação excessiva. É porque a vida já me privou de um dos progenitores e por isso agora sinto esta necessidade de ter sempre controle da situação.Tudo isto para dizer que amanhã a minha mãe vai passar o fim de semana (prolongado) a Paris, e  eu já estou em pânico com medo que lhe aconteça alguma coisa. Sim, a minha mãe com 50 anos tomou a atitude de andar de avião pela primeira vez, e sozinha. Não sei se teria a coragem dela... mas admiro-a ainda mais por isso. Tenho a certeza que esta viagem vai ser óptima para ela, vai rever amigos que já não está há muito tempo, e afinal Paris é sempre Paris. Vai ser mesmo muito bom para ela. Só espero (com o coração apertado) que corra tudo bem.